Factos

Abri finalmente o cartão de memória da máquina fotográfica.
Achava que ainda não a tinha usado este ano, mas enganei-me: usei-a duas vezes.

[Duas vezes enterradas no passado: a vossa casa, na última vez que lá entrei; nós os dois, num presságio do que viríamos a (não) ser.]

Comentários

  1. Às vezes descobrimos coisas "atrás do sofá" que nem sonhavamos que lá estavam ;)

    ResponderEliminar
  2. Às vezes também tropeço assim em pedaços de passado que já passou.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!